Muitas empresas olham para a taxa de conversão como uma métrica a ser utilizada como termômetro para entender a real eficiência da comunicação do site ou de uma página específica.

Há quem prefira usar essa informação puramente para definição de metas de um time comercial ou de um ecommerce.

Já outras preferem apenas consultar esse dado uma vez por ano, para entender como foi o desempenho ao longo do ano todo e definir ações estratégicas em cima disso.

E acreditem: há quem nem olhe para esse dado, não entende bem sua importância ou até nem sabe como medi-lo.

Mas, afinal, é tão importante assim mensurar esse dado? Para onde ele nos direciona e como posso usá-lo ao meu favor?

Vamos responder aqui essas dúvidas ou até abrir um espaço para discutirmos sobre o tema.

O que é taxa de conversão, afinal?

O objetivo dessa métrica pode ser entender como está o retorno de cada investimento da sua empresa, seja ele de tempo ou dinheiro, em relação às vendas.

Mas pode ser também uma boa forma de medir os resultados de sua estratégia de Marketing Digital.

Pode ser também o simples preenchimento de um cadastro, a solicitação de um orçamento ou até a inscrição em um newsletter.

Entender sua taxa de conversão é muito importante, pois vai deixar claro o quão eficiente e maduro está o site, e de suma importância para acompanhar os resultados do negócio como um todo.

A taxa de conversão pode ser calculada entre todas as etapas do funil de vendas e traz um diagnóstico de onde está o gargalo, o ponto fraco da estratégia e, principalmente, mostra onde devemos atuar.

Como a taxa de conversão ajuda a mensurar os resultados?

Sempre há algum investimento em dinheiro ou até de tempo em uma empresa para o lançamento de uma campanha.

Agora imagine se você obtiver formas de entender exatamente o resultado desse trabalho da maneira mais precisa possível.

Você pode, por exemplo, criar uma Landing Page de uma promoção e impulsionar a mesma em algumas mídias. As pessoas irão começar a acessar a página, demonstrando interesse pelo conteúdo.

De todas as pessoas que acessarem, as que de fato tiverem interesse no tema vão preencher um formulário, conforme a sua estratégia para conseguir a conversão. Pronto, mais uma conversão para sua página!

A cada período, a cada campanha, você poderá avaliar a quantidade de pessoas que converteram versus a quantidade total de visitas. Daí é só perseguir esse número para entender quantas de fato evoluíram para o fechamento. Assim, terá um entendimento mais preciso do retorno do seu investimento, seja ele em dinheiro diretamente ou tempo.

Esse é apenas um exemplo de como medir a taxa de conversão pode ajudar sua empresa a direcionar melhor os esforços em Marketing Digital.

E sabemos, por experiência própria, que uma taxa de conversão otimizada ajuda a manter o funil saudável.

Como calcular a taxa de conversão?

De forma muito simples, conseguimos medir a real conversão do site. Podemos mensurar o percentual entre cada estágio, considerando os seguintes critérios:

Visitantes para Leads;

Leads para oportunidades;

Oportunidades para clientes;

Esse é apenas um exemplo, mas, se na estratégia de sua empresa você considerar interessante “quebrar” em mais etapas o funil ou reduzi-lo, é só adaptá-lo à sua realidade.

Vamos para um exemplo prático, calculando a conversão de visitantes do site para Leads.

O objetivo aqui é capturarmos o contato da pessoa que está navegando no site, entender quem é a mesma para trabalharmos mais adiante em sua nutrição.

Um site com o volume de visitantes em 10.000 acessos em determinado período teve 598 formulários preenchidos, entre pontos de conversão que estão, estrategicamente, dispostos em algumas páginas e pop-ups.

Nesse caso, calculamos da seguinte forma:

Acessos: 10.000

Número de Conversões: 598

Cálculo: 598/10.000 = 5,98%

Temos aqui uma taxa de 5,98% de conversão de visitantes para Leads.

É importante que você saiba quais métricas analisar em cada estágio e ter o diagnóstico total da performance de seu site e, assim, direcionar os esforços no ponto certo.

Como saber se minha taxa de conversão está boa?

No exemplo acima, mostramos um site que tem a taxa de conversão em 5,98% no período analisado. Esse número é baixo? Isso é relativo! Vai depender do seu mercado, pois existem comparações entre os segmentos que podem dar um direcionamento melhor.

De qualquer forma, fica claro que mais de 90% dos acessos desse site estão se perdendo por algum motivo.

É aí que entra todo um trabalho no qual o seu time de Marketing pode atuar, para entender mais precisamente o que acontece com os visitantes que não convertem e entender a conversão de todo o funil.

Em linhas gerais, a taxa de conversão é uma das métricas mais importantes em uma empresa e deve ser uma preocupação latente.

É um número gerencial e de suma importância, que vai ajudar no direcionamento das ações de marketing da empresa — sem descartar o time de vendas, que terá a responsabilidade de trazer insights relevantes relacionados aos Leads que o marketing entrega, e assim entender a qualidade desses Leads e trabalhar constantemente nos ajustes dos critérios.

Como acompanhar a taxa de conversão no Google Analytics?

Através dele, você pode ter acesso a relatórios que te ajudarão a descobrir, por exemplo, quais são as páginas que não geram conversões, onde os visitantes estão abandonando o seu site e quais são as oportunidades de otimização.

Para tal, é necessário configurar as metas do seu e-commerce. O Google Analytics oferece quatro tipos: destino, duração, telas por sessão e evento. Como o objetivo é acompanhar o funil de vendas e a taxa de conversão, a utilizada será a de destino.

Com as URLs de destino, será possível especificar cada página que o usuário precisa acessar para chegar à intenção final: o checkout e, consequentemente, à conversão.

Conclusão

A taxa de conversão é uma das principais métricas tanto para marketing digital quanto para outras necessidades da sua empresa, e não pode faltar na sua estratégia de jeito nenhum!

Agora que você já sabe o necessário, é hora de entra em contato conosco para tomarmos um café e juntos fazermos seu negócio explodir.

Artigos Relacionados

O que é automação comercial?

O que é automação comercial?

Automação comercial pode ser definida como a utilização de ferramentas e métodos tecnológicos para automatização de tarefas corporativas. Ela pode ser aplicada tanto em ações operacionais como na parte estratégica do negócio. A automação comercial é prima próxima do...

read more
O que é um sistema ERP?

O que é um sistema ERP?

ERP é a sigla de Enterprise Resource Planning, que em português significa Planejamento de Recursos Empresariais. Esse modelo de software disponibiliza ferramentas integradas de contabilidade, finanças, recursos humanos e demais setores da empresa, contribuindo para...

read more
O que é Marketplace?

O que é Marketplace?

Marketplace é um modelo de negócio conhecido como uma espécie de shopping center virtual. É vantajoso para o consumidor, visto que reúne diversas marcas e lojas em um só lugar, facilitando a procura pelo melhor produto e melhor preço. Mas a pergunta é, por que esse...

read more